Muscle Wallpapers

2 09 2010
1967 Pontiac Trans Am & 1969 Chevrolet Camaro SS

Deixe a tela do seu PC mais potente!

Vamos começar setembro como pé no acelerador, prova disto são 25 papéis de parede com belos Muscle Cars. Como internauta sei como é dificil achar alguns destes modelos com resolução razoável, então fica aqui nossa contribuição para o repositório de imagens na internet. A maioria das imagens – não todas – são cortesia da revista americana Popular Hot Rodding. Nada de carros hibridos, populares ou monovolumes. Muscle Power 24-7 cuz!

Emerson Martinez

 

Anúncios




Salão de Beleza

7 06 2010

Um Nissan GTR bem mais ou menos e...

Quem já foi em algum Salão do Automóvel em São Paulo, sabe que é um olho no peixe outro na gata, ou melhor gatas! Em 2008, no último evento realizado, não foi diferente, loiras e morenas ofuscavam as novidades das montadoras. Isso pra não falar nos estandes mais chatos e carros idem, que visitamos só por causa delas. Sonhos de consumo? Não! Elas são sonho de casamento.

Nessas horas o maior especialista em mecânica, ou o mais interado fã de marca, vira um leigo que mal sabe quantos parafusos prendem uma roda. Tudo para ganhar uns minutos a mais dentro dos carros ao lado destas princesas cheirosas que nos explicam tudo sobre o automóvel e nós somos nada ouvidos e só olhos diante de tanta beleza.

O blog Punta Taco não existia em 2008, mas este ano tem mais um Salão do Automóvel, e estaremos lá para conferir essas belas modelos e seus carrinhos. Estes, meros itens opcionais.

Vejam se estou ou não com a razão:

Este slideshow necessita de JavaScript.

...e uma linda morena do estande da Nissan.

Ford Ka 'Beauty' mas convenhamos...

...'beautiful' mesmo só a modelo que o acompanhava...

Quem disse que carro americano não é bom de curvas?

Pelo menos este Ford Mustang Shelby 500KR prova o contrário...

Estande de SUV? Passo longe...a não ser que...

...a gatinha da Mercedes-Benz "me explique" que carro é esse (Eu sei que é um GLK)

"Kia Soul, o carro design?"

Então essa deve ser a neta do Giugiaro, oras!

Como toda apresentação de axé, convém tapar os ouvidos e abrir bem os olhos...

Duas belezas clássicas...

-Emerson Martinez





Chevrolet Camaro ZL1 COPO 1969

19 05 2010

ZL1 COPO: Menos faixas, mais potência...

Houve um tempo, nos anos 60, no qual as provas de arrancada nos EUA, contribuíam para a evolução dos automóveis de rua, e como estavámos em plena era Muscle, nada mais apropriado. A NHRA (National Hot Rod Association) tinha então, um alto grau de profissionalismo, tanto que as 3 grandes (GM, Chrysler e Ford) e suas respectivas divisões de performance acompanhavam de perto as competições. Como na  NASCAR daquele tempo era uma guerra de modelos e também de motores.

As provas de 400m eram nacionalmente famosas, bem como seus pilotos. Um deles era Dick Harrell, que queria entrar na Super Stock Drag Racing (uma categoria da competição onde os carros eram mais originais). Mas  para homologar um determinado modelo, era necessário produzir pelo menos 50 unidades para a rua. Preparadoras como Yenko SuperCars, Baldwin-Motion e Berger Chevrolet produziram para a General Motors muitos dos seus mais velozes carros.

Nada externamente revela as intenções deste Camaro.

Tudo era subestimado no GM, do velocímetro de 140 mph (225km/h)...

...até a potência de 436cv...

A pedido de Harrell, a COPO (Central Office Purchase Order) uma firma ligada a GM, desenvolveu o modelo, que ao contrário dos Camaros preparados pelas outras “tunadoras” teria um visual bem low profile. Em termos estéticos o Camaro ficou mais discreto e menos agressivo que os modelos SS ou Z/28. O curioso é que a COPO não era sequer uma preparadora de carros, mas sim especialista em transformação de modelos comuns GM em carros de serviços como viaturas policiais, ambulância, e demais veículos de orgãos públicos estaduais e municipais.

O motor deste Camaro tinha 7.0 litros (427 polegadas cúbicas) porém com o bloco em alumínio, o que poupou muito peso. Assim sendo seu funcionamento e rendimento tornou-se mais eficiente, além claro de tornar o carro mais leve para as arrancadas, havia também duas séries de motores 9560 (430hp) e 9561 (425hp). Oficialmente o motor rendia 436cv (série 9560), mas oficiosamente ia além dos 500, mais precisamente 558cv (550hp), medidos em dinamômetro. A razão para a ‘sonegação’ de potência é a mesma para muitos outros Muscles: driblar as seguradoras, orgãos ambientais, e as vezes até os executivos da própria montadora.

Nada de air bags, só cintos de 2 pontos...

Com pneus slicks como estes traseiros, 400m em apenas 11 segundos...

Para ser dono deste manual você pagava mais que o dobro de um Muscle Car 'normal'

Quando lançado o Camaro ZL1 submeteu-se a testes em revistas especializadas que apontaram um carro muito veloz, e ele foi testado com duas configurações (rua e pista). A revista Super Stock and Drag Racing Magazine chegou a 13.10 segundos no quarto de milha (400m) atingindo 178km/h, ora pode parecer pouco para um carro de mais de 500cv, mas não se levarmos em conta que os pneus eram diagonais e o ‘piloto’ era um motorista da publicação.

Pois bem, com pneus slicks (lisos) e um piloto profissional atrás do volante, o resultado foi avassalador. Dick Harrell cruzou a mesma distância em apenas 11.62 segundos atingindo nada menos que 196,2 km/h. A velocidade máxima foi de 242 km/h embora o velocímetro fosse graduado até 140mph (225km/h) velocímetros modestos para a performance é outra característica dos Muscle Cars.

Mas todo esse desempenho não era gratuito, custava em preços de 1969 US$ 7.300, para se ter uma idéia, um Muscle Car em média custava entre 3 e 4 mil doláres. No total foram produzidos somente 69 destes Camaros, 19 a mais que o minimo necessário. Hoje os modelos sobreviventes são disputados a tapa por colecionadores e com muito mais dinheiro ainda que na época. Existem outros tantos modelos que são réplicas reproduzidas desde um Camaro comum.

O 427 em alumínio, leveza e muita potência.

Dick Harrell e seu Camaro de trabalho: A NHRA era a NASCAR em linha reta...

Que pena, hoje as arrancadas americanas apesar de muito populares, é uma atividade essencialmente para equipes garagistas , e as montadoras não dão a minima para esse tipo de competição, após a crise do petróleo e inúmeras crises econômicas como esta atual, não há dinheiro nem ousadia para isso. Agora  a General Motors tenta se salvar com carros hibridos , enquanto que clássicos como o Camaro COPO ZL1 ganham o status de mito.

O teste há exatos 41 anos...

Ficha Técnica

Fabricante: General Motors Company – Norwood, Ohio – Estados Unidos

Motor

  • Cilindrada: 7.0 litros, 8 cilindros em V
  • Torque: 69,0 kgfm @ 4400rpm
  • Potência: 436cv @ 5200rpm (Dados Fábrica) 558cv (Dinamômetro)
  • Relação peso/potência:  2,40kg/cv* (Considerando 558cv)

Dimensões e Peso

  • Comprimento: 4,72m
  • Largura: 1,88m
  • Entreeixos: 2,74m
  • Peso: 1340kg

Desempenho

  • 0 a 100km/h: 5.3s (pneus diagonais) 4.1s (pneus slick)
  • 0 a 160km/h: 9.8s (pneus slick)
  • 0 a 400m: 13.10s @ 178kmh (diagonais) 11.62s @ 196km/h (slicks)
  • Velocidade Máxima: 242km/h

Fonte Dados Ténicos: Revista Super Stock and Drag Racing Magazine, Maio de 1969, e site www.fastestlaps.com

Autor: Emerson Martinez





Domingo é dia de Clássico.

3 05 2010

Não se esqueçam, todo primeiro domingo do mês é dia de clássico.

Uma noite pesada de sono quase me tira de mais um encontro mensal na Estação da Luz em São Paulo, que começa logo pela manhã no primeiro domingo de cada mês.  Com pouco tempo fui direto ao ponto, registrando a presença de alguns modelos que poderiam ser relevantes para esse blog neste evento do mês de maio, dia 2.

Na praça ao lado da estação encontrei belos carros, sem falar que na praça as fotos ficam ótimas. Entre os destaques : um reluzente Camaro SS 350 de 1967 branco, um Maverick GT 1974 com vidros verdes, Mustang Coupé cor vinho 1966, e um raro Karmann Ghia alemão 1974, semelhante ao nacional, porém com parachoques maiores e em seu último ano de produção por lá. Em 74 já não se produzia esse modelo no Brasil, apenas a versão Karmann Ghia TC.

Na parte externa à praça, em frente a estação, encontramos um Corvette Stingray 1964, com escapes laterais e janela traseira unificada (lembrando que Corvette Split Window só em 63) um Mercury Cougar Eliminator 1970, Muscle Car raro até nos EUA, uma Alfa Romeo GTA 1970 (um dos meus modelos preferidos desta marca), e um foragido Bianco S, quem se lembra deste esportivo nacional que tinha mecânica VW?

Pois bem encontramos um vermelho 1978, e por fim um Fusca 1600S conhecido como “Bizorrão“. Conversei com o proprietário o atencioso senhor Paulo, dono de um modelo amarelo ano 1975. Ele possui 10 Fuscas sendo que 6 são “Bizzorões“, alguns destes em vias de restauração. Seu Paulo explicou em detalhes a história do carro, segundo ele foram produzidos apenas 5000 destes Fuscões entre os anos 1974/75 desta que foi a única versão esportiva do simpático Volks.

Eu havia inclusive filmado o Sr Paulo contando a história do carro, porém alguns motoristas de Mustangs e um imenso caminhão Kenworth, estragaram o áudio com o rugido de seus motores. Espero poder refilmar  ‘a aula’ sobre o Fuscão nos próximos encontros pois o Bizorrão está na nossa pauta aqui no Punta Taco.

Além dos esportivos, tomei a liberdade de registrar no blog alguns possantes Full-Sizes (barcas) que embora não sejam esportivos, são igualmente belos e clássicos. A lista de gigantes está composta por um Chevrolet Caprice LTZ, ano 1993, um Ford Galaxie 500 1968 nacional, e um assustador Buick Electra 225 1959.

Espero que aproveitem as fotos que são de resolução 1024, babem e até o próximo mês!

-Emerson Martinez.

OS ESPORTIVOS:

Camaro by Chevrolet...

Chevrolet Camaro SS, 1967

Ford Maverick GT, 1974

Ford Mustang Coupe, 1966

VW Karmann Ghia, 1974 (alemão)

Afinal, Stingray se escreve junto ou separado?

Chevrolet Corvette Sting Ray, 1964

Elimine a chatice automobilística com o Cougar!

Mercury Cougar Eliminator, 1970

Minha marca italiana preferida...

Alfa Romeo GTA, 1970

Alguém ainda se lembra da Bianco?

Bianco S, 1978

Fusca 1600S, 1975 (Bizorrão)

AS BARCAS (FULL-SIZES):

Chevrolet Caprice LTZ, 1993

Ford Galaxie 500, 1968 (brasileiro)

Buick Electra 225, 1959

SLIDES:

Este slideshow necessita de JavaScript.