A Fénix!

22 08 2012

Visite nossa fanpage de carros clássicos no Facebook!

Pessoal, é com grante satisfação que retomaremos as atividades neste blog, novas matérias, publicação de testes, e muitas novidades como por exemplo nossa fanpage no Facebook, a Word Classic Cars onde há foram postadas mais de 2000 imagens de carros clássicos do mundo inteiro, dividos por álbuns e países em imagens raras e em sua maioria grandes e/ou de alta resolução. Vão de  automóveis de grandes potências automobilístcas a até pequenas nações produtoras, entre nossas raras imagens foram publicadas muita publicidade antiga também. Vale a pena conferir, curta nossa página!

https://www.facebook.com/WorldClassicCars

Pedimos desculpas aos que acompanhavam nosso blog, vamos voltar de forma definitiva após quase 2 anos! É o corre-corre da vida, mas enfim quem curte automóveis esportivos, luxuosos antigos e as grandes marcas mundiais sempre será bem-vindo aqui e encontrará sempre coisas interessantes. Obrigado à todos e nos vemos amanhã!





Monteverdi Hai 450 SS 1970

30 06 2010

Monteverdi HAI 450 SS: Mopar Suiço?

Nada de esteriótipos contra os suiços, nada de queijos, chocolates, relógios, paraísos fiscais, neutralidade diplomática ou ferrolhos futebolísticos. Hoje vamos falar de um supercarro clássico e de quebra, com alma Mopar. Peter Monteverdi (1934-1998) era um piloto de modelos Ferrari e concessionário BMW, que em 1951 resolveu fabricar seus próprios esportivos e botar sua pequena Suiça no mapa da velocidade.

Somente nos anos 60, Monteverdi ganharia notoriedade, apresentando mais precisamente em 1967 o modelo High Speed 375S. A nomenclatura numérica diz respeito a potência do motor, sempre nos carros Monteverdi da montadora Chrysler. O propulsor do modelo High Speed era o 440 (7,2 litros) originalmente de Muscle Cars como o Dodge Charger R/T.

Suas linhas são muito parecidas com as do Renault Alpine A310

No HAI SS 450 você está bem acompanhado de um imenso motor Hemi.

Apesar da motorização Mopar, os Monteverdi não eram baratos e populares como os Muscle Cars, eram supercarros exclusivos e caros, sua produção era baixa, e suas carrocerias eram desenhadas pelo estúdio Fissore. Após o lançamento do 375S, Monteverdi apresentou no Salão de Genebra de 1970 o Hai 450 SS, um super esportivo com motor Hemi com mais de 450cv. O ex-revendedor e piloto Peter Monteverdi não precisaria  mais importar da Itália, ou Alemanha um esportivo que chegassse aos 300km/h.

O nome Hai significa tubarão em alemão, e muito tem a ver com suas linhas esguias, além da semelhança com o esportivo francês Renault Alpine A310. Inicialmente pretendia-se construir 49 unidades, mas a Monteverdi ficou em apenas dois protótipos, posteriormente mais duas réplicas foram adicionadas ao Museu da Monteverdi. A marca encerrou suas atividades em 1984.

A promessa de um supercarro suiço que durou pouco...

Todos os modelos esportivos Monteverdi tinham um rival em particular o Jensen Interceptor britânico que coincidentemente utilizava motorização Chrysler. Nas pistas a Monteverdi ingressou na Fórmula 1 em 1990, mas sem sucesso, concluindo apenas 10 das 16 provas. A marca tentou também voltar com a produção automobilística em 1992, com o modelo Hai 650 F1. Mas o modelo não agradou, e seus protótipos assim como o 450, foram parar no museu da Monteverdi nas antigas instalações da fábrica, na Basiléia.

Fabricante: Monteverdi Automotive – Binningen, Basiléia – Suiça

  • Motor: 7.0 litros, 8 cilindros em V
  • Potência:  456cv @ 5000rpm
  • Torque:  69 mkgf @ 3000rpm
  • Câmbio: Manual de 5 marchas
  • Comprimento: 4,34m
  • Largura: 1,78m
  • Altura: 1,02m
  • Peso: 1247kg
  • 0-100km/h: 4.9s
  • Velocidade Máxima: 300km/h

Fonte dados técnicos: Fabricante

Autor: Emerson Martinez