Opel Commodore GS/E 1970

6 03 2010

Commodore GS/E: O primo rico do Opala SS também estava em forma.

De estilo esportivo e até um pouco americanizado pelas faixas pretas e rodas palito, o Commodore GS com 130cv ou GS/E  de 150, impressionavam também pelo seu desempenho, já que este modelo tinha desempenho superior ao do Porsche 911 da mesma época e rivalizava com outros médios europeus como o Ford Capri Essex, BMW 2000TI e o NSU 80.

Claro que fica impossivel não compará-lo com seu quase sósia brasileiro Chevrolet Opala SS, e ver o quanto há de semelhanças e diferenças. A começar pelo motor, no Opel era um 6 cilindros em linha 2.8 litros equipado com um sistema de carburação a vácuo Bosch D-Jetronic, rendendo 150cv o Opel conseguia ter desempenho semelhante aos Opalas SS mais bravos (250-S) mais superaria fácil os 4.1 comuns.

Andava mais que um 911? Eita...

Em miniatura: Sonho 18 vezes mais possivel da Revell

Velocimetro graduado até 220km/h, na versão brasileira era 40 km/h a menos...

Nas pistas, o Rekord Commodore teve sucesso sendo preparado pela empresa alemã Steinmetz, mas o cupê em questão era hardtop, semelhante em formato ao Opala sedã, só que em duas portas. Para quem quiser conferir a performance desta preciosidade, estou disponibilizando cenas de perseguição do filme “De la part des copains” (Cold Sweat, na distribuição internacional) rodado na França e protagonizado por ninguém menos que Charles Bronson, postarei 2 videos já que o mais extenso não mostra o final da perseguição.

GS/E Steinmetz Hardtop: Quem concorda que o fastback é mais bonito?

O Opel Rekord Commodore assemelhado ao Opala foi fabricado entre 1967 e 1971, em 72 a linha foi completamente atualizada mas se manteve a versão GS/E que então pulou para 160cv, existiu também uma rara versão preparada pela Motorsports chamada Jumbo Interserie lançada em 1974 e equipada com motor V8 GM de 6.5 litros, mas esse será assunto quiçá em futuros posts.

Dos 156.330 Rekord Commodore fabricados, 2,574 eram GS/E o modelo tinha outras versões pelo mundo tais: como Opel Olímpico no México, GM Ranger na Bélgica e África do Sul além claro do Opala brasileiro.

Fala a verdade essas rodas palito heim?

Quase xará do Comodoro, mas esse é esportivo.

GS/E sedã: Esportivo 4 portas sem preconceitos...

Opala SS 1974: O brasileiro optou por uma abordagem ainda mais americana.

GM Ranger GTS: a versão belga.

Opel Olimpico: Modelo mexicano com rodas Hurst e tudo mais.

 Veredicto: Quando se fala em esportivos alemães são sempre os mesmos, Audi, BMW, Porsche…muito legal, eu também gosto, mas é preciso lembrar que existia também uma classe emergente gostava de andar rápido também, em um esportivo mais popular sem ser pobre, e a Opel compreendeu essa necessidade temperando seu médio, felizes os europeus, o Charles Bronson e porque não, os brasileiros que vão de Opala.

 Ficha Técnica:

Fabricante: Opel AG – Rüsselsheim, Hesse – Alemanha

Motor:

  • Cilindrada: 2.8 litros
  • Torque: 20 kgfm a 4000 rpm
  • Potência: 150cv a 5200 rpm
  • Relação peso/potência: 8,26 kg/cv

Dimensões e Peso:

  • Comprimento: 4,57m
  • Largura: 1,75m
  • Peso: 1240kg

Desempenho:

  • 0 a 100km/h: 9.4s
  • 0 a 120km/h: 13.4s
  • 0 a 1000m: 30.8s
  • Velocidade Máxima: 197,5km/h

Fontes: Revistas Auto Motor und Sport e Daily Express Motor Show Review.(Agradecemos o blogueiro Bremm pelas informações sobre o filme Cold Sweat)

Autor: Emerson Martinez

Anúncios

Ações

Information

12 responses

6 03 2010
Opel Commodore GS/E em Takes « Parachoques Cromados

[…] “Passa fome metido a Charles Bronson…”. Que tal esse Opel Commodore GS/E 1970 protagonizando uma perseguição nas ruas e estradas da Alemanha, no filme “Cold Sweat”, com nada mais, nada menos, que Charles Bronson ao volante, o esquimó mais Bad Ass da história da humanidade? Quer saber mais sobre esse primo de 2º grau do nosso querido Opala? Acesse o Blog Punta Taco. […]

15 06 2010
Bremm

Desculpe me intrometer nesta parte, mas o filme “Cold Sweat”, cujo título original é “De la part des copains” que numa tradução livre pode ser “Em Nome dos Amigos”, foi filmado no sul da França e não na Alemanha.

No primeiro vídeo, apesar da dublagem em alemão, note que os carros são predominantemente franceses. E ao final do segundo vídeo, o díálogo entre o caminhoneiro e os dois policiais é todo em francês.

No mais, gostei da postagem, pois ainda fala sobre o GM Ranger. O Holden Monaro, que parece ser um pouco maior que o Opala (mas creio que seja o mesmo monobloco) era mais “nervoso” e vinha com motores V8 327 e 350 cid (se não me engano, teria que pesquisar melhor). O filme australiano “Running on Empty” onde aparece um Chevy 57, tem um Monaro amarelo na primeira cena.

15 06 2010
Emerson Martinez

Intromissão nenhuma Bremm, no caso muita oportuna até. Engraçado que naqueles tempos cada país europeu tinha uma frota distinta. Hoje não é bem assim há carros de todo tipo de todo país.

Sobre o filme, infelizmente ainda não o vi, e confiei no alemão falado no filme, o texto será revisado e obrigado pelo toque.

O Monaro está na nossa pauta, duro é achar testes de época desses carros mais raros, já deixer de postar muita coisa por causa disso. Enfim.

Eu também acho que o Monaro é uma versão mais “nutrida” do Opala. Imagine você, os australianos isolados de todos, vivendo no rodapé do planeta produziram e ainda produzem cada máquina…Exemplo que poderia ser seguir em “certos países”

Valeu Bremm e volte sempre que quiser.

21 07 2010
welco amorim

Olá Emerson, do kct seu blog! Não conhecia e fiquei freguês.
Uma dúvida: os Commodore GS também usavam aro 13? Eu pensava que so os Rekord os tinham, mas pelas fotos aí em cima… não sei não!
Parabéns e um abração.

22 07 2010
Emerson Martinez

Opa! Obrigado pelas considerações Welco. Te respondendo, não tenho 100% de certeza mas acredito que não, geralmente em modelos do porte do Rekord as montadoras equipavam só as versões mais simples com aro 13, e as mais esportivas e/ou luxuosas com 14…

22 07 2010
Bremm

Se não me falha a memória, o Rekord, o Commodore e o Admiral usavam 14″x5,5″ (fico devendo o offset, que talvez seja o mesmo dos Opala daqui até 1978).

Um detalhe curioso reside no número de parafusos de fixação. Aqui no Brasil, o Opala sempre usou a mesma furação do Maverick, e na Europa, esses Opel usavam apenas 4 parafusos ao invés de 5. Como na maioria dos filmes estes carros aparecem usando calotas que cobrem toda a roda, segue abaixo o vídeo de um amigo meu que mora em Bratislava (Eslováquia) e está restaurando um Rekord C. Notem o carro estacionado ao lado do Rekord vermelho. 🙂

A página dele encontra-se inacessível (www.benny.sk), então vou perguntar se ele tem esses dados técnicos em outro lugar.

6 08 2010
Emerson Martinez

Belo Rekord esse heim? E na Eslováquia? Será que eu acharia um desses na Espanha? rsrsrsrsrsrs

6 08 2010
Bremm

É possível, meu caro (e com mais de 30 anos, pode ser importado legalmente). Aqui em Porto Alegre, o pai de um colega meu de colégio tinha um Rekord C branco com interior vermelho, no mesmo estilo dos Opala 69. Só que o dele era 2 portas e não era o modelo hardtop, ou seja, o pessoal pensava que era um “Opala cupê esquisito”. O motor eu não tenho ideia de qual era, até porque em 1982-1985 eu tinha apenas 7-10 anos. O pai do meu colega (Luciano) faleceu meio cedo, e não sei que fim teve o carro. Lembro dele ter ficado uns anos guardado na garagem do prédio onde eles moravam, mas depois acabaram mudando-se para outro endereço.

22 07 2010
Bremm

Esqueci de comentar que 4 parafusos são nas versões não-esportivas.

23 07 2010
Emerson Martinez

Agradecemos ao Bremm pela valiosa colaboração.

24 03 2011
1 03 2012
luiz

E aquela miniatura em se eu consiguir por minhas maos nela!!!! Adeus farois quadrados

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: